Capitulares

Postado em ilustração, Making Of, Tipografia em agosto 31st, 2009 por Rafael

A definição desse conceito incentivou um longo tempo de pesquisa e produção. Eu já estudava essas coisas por vontade própria, mas utilizar isso para o projeto tornou a coisa mais interessante ainda. Após a capa, retomei as capitulares. Já postei isso antes, mas aqui fica mais contextualizado hehe.

Cada capítulo possui sua própria capitular, com um hexagrama do i-ching que representa o sentido geral do capítulo, além de outros elementos como runas nórdicas, hieroglifos maias ou egípcios, inscrições em sânscrito, e símbolos em geral que reforçam o sentido do hexagrama ou apontam para outros conteúdos do capítulo. Algumas letras como os Es, possuem um espaço grande vazio, que foi tomado com liberdade para um desenho mais livre.

Capitulares

Esse conceito também deveria ser aplicado às ilustrações do texto, mas como aplicar isso se mostrou muito mais difícil do que eu imaginava, o que levou a muitas ilustrações descartadas que provavelmente só vão figurar neste blog hehe, portanto fiquem ligados haha

Tags: , , , , , , ,

Elementos do Estilo

Postado em Making Of, Tipografia em agosto 18th, 2009 por Rafael

Como disse no fim do post anterior, a falta de verba e vontade de fazer coisas por conta própria sempre me estimularam a encarar desafios interessantes. No caso, o desenvolvimento de uma tipografia pro livro. Fora a procura por uma fonte híbrida para texto ou títulos eu também estava em busca de um conjunto de capitulares

A primeira citação do texto é do William Morris, cujo trabalho, inspirado na natureza, rico em detalhes dedicação, muito me inspira. Para dar o livro aquela aparencia detalhista, meio clássica meio sacra, pensei em dar ao texto capitulares bem trabalhadas. Fui direto atrás das capitulares desse designer, e achei a Golden Type, que achei em primeiro momento adequada e bem bonita. Mas, mais uma vez, era paga! haha e eu não tinha como comprar ainda. Procurei umas similares free, mas na verdade elas não eram boas, e inclusive a que eu achei melhor ainda tinha incompatibilidade com pdf!

O minicurso do Tipocracia, mais uma vez, foi uma mão na roda. Aprendemos um básico do básico da construção de uma letra, e apartir disso desenvolvi as outras. Peguei as que seriam usadas na abertura dos capitulos emoldurei e imprimi para decorá-las na mão, onde sou mais sincero. Já que faria isso, percebi que não precisava desenhar apenas um “A” como as fontes prontas de uso genérico. Resolvi que apesar de uma letra repetir, eu desenharia uma decoração diferente para cada capítulo, fazendo com que ela tivesse ligação com ele.

Aqui vão algumas etapas do desenvolvimento. O interessante é reparar que os primeiros desenhos, apesar de legais independentemente, não formavam conjunto. A identidade visual estava custando a se definir. E vou puxar como tema do próximo post essa dificuldade e a definição dos elementos que ajudariam a compor o livro.

Sketchs

Primeiros Testes

Produzindo as versões finais

Tags: , ,