Feliz Navidad

Postado em Sem categoria em dezembro 25th, 2009 por Rafael

Vou aproveitar essa data festiva e tal só pra contar uma história. No livro eu falo rapidamente sobre a vez em que meu amigo João, me chamou pra conhecer a Igreja Messiânica, aqui em Itanhaém.  A gente era pequeno, eu não gostava muito desses papos de Igreja mas normalmente as coisas que o João apresentava eram legais. Eu lembro que achei muito louco o negócio de rezar em japonês e gostei de fazer as ikebanas e tal, lembro que até comentei com meus pais e que foi algo de diferente do normal. Mas fui só dois dias como conto no livro.

Acontece que muitos anos depois, um outro amigo, o Rodrigo -que deu o toque pra eu escrever- me falou sobre um tal de Johrei, que era tipo um passe e que fazia ele se sentir bem e que era um lugar bonito e tal. Aí fomos lá um dia, e eu gostei muito. Eu tive a impressão de que conhecia aquilo de algum lugar e descobri que o Johrei Center fazia parte da Igreja Messiânica também. Eu já meditava na época e ví aquilo como um bom lugar pra meditar e ter um momento Zen. Achei o lugar tão pacífico que quando saí dele até o trânsito de Itanhaém me pareceu caótico haha. Assim fui indo aos poucos, sempre que sentia que precisava de uma ajuda, uma calma. Eu sempre achei o máximo aquelas pessoas ficarem lá num lugarzinho esperando alguém que precisasse de uma energia!

O Rodrigo me mostrou também onde ficava o Johrei Center de Bauru e eu fui frequentando de tempo em tempo. Quando passava muito tempo sem ir sentia uma falta grande. Mas ano passado e esse ano, quase não fui. Na verdade eu estava com uma certa aversão à religiosidade, estava num momento complicado, queria deixar o Rafa que escreveu o livro pra trás, voltar a ser mais mundano, banal ou coisa assim. Só que isso me deixou nitidamente fora do eixo, sem brilho.

No fim desse ano, num momento de necessidade, voltei lá no Johrei pra aliviar a cabeça. Mas foi muito melhor do que eu imaginava! Me senti muito acolhido mesmo, em um mês mais ou menos fiz alguns amigos, cuja relação parece de bastante tempo já. Aos poucos fui conhecendo melhor os princípios da Igreja Messiânica, e uma coisa que me chamou muito a atenção, foi a massiva valorização das pequenas ações altruístas.

Eu já frequentei alguns cultos diferentes, mas tenho a impressão de que nenhum tinha falado tanto a respeito disso -nem a Católica. Tipo, na Messiânica se fala sobre milagres através do Johrei e tal, mas não é isso que me alicía -é o como eles falam sobre pró-atividade e dedicação ao próximo. Que é o que tem a ver com o Natal -tcharam!- Parece que por ter uma data específica para falar sobre amor ao próximo, a gente fica isento de pensar sobre isso durante o resto do ano. Dia 23 foi o Natalício da Messiânica, data em que o fundador da Igreja nasceu. No geral foi uma festa de aniversário, com bolo, parabéns e tudo, mas eu e mais alguns recebemos um presente -o Ohikari- que é um amuleto, para nos ajudar a fazer bem ao próximo durante o resto do ano.

Não é interessante?

Tags: , ,

Loki

Postado em Filosofia de Buteco, Sem categoria em dezembro 20th, 2009 por Rafael

Embora boa parte do projeto esteja explicada no relatório, ainda quero utilizar esse espaço para comentar melhor (e mais livre) o que foi feito. Mas é importante para mim, largar do livro em si, e levar o Projeto Mutante adiante, com coisas novas, mais pertinentes ao conteúdo do livro, do que a confecção dele.

Por isso pretendo escrever sobre outras coisas e de tempo em tempo volto a falar sobre o projeto do livro. Sem contar que ainda quero dar uma revisada nesse site que foi feito muito toscamente e também poder fazer a Realidade Aumentada funcionar.

Mas por hora queria comentar que ví ontem o LOKI, o documentário sobre o Arnaldo Baptista, dOs Mutantes. Achei lindo. É uma história que tem um drama psicológico, sentimental muito profundo, fica nítido. Mas também fica nítida a capacidade de atingir pessoas que tem uma coisa feita com o coração. O cara viveu muito intensamente a música dele, o espírito criativo é realmente indomável. Tanto que após tanta coisa, foi praticamente o que sobrou. Pode parecer triste, e na maior parte do tempo é, mas também é feliz. Num jeito meio estranho, diferente daquele que normalmente a gente espera, mas é. Depende de como você prefere enxergar.

Lembro que “A Balada do Louco” foi uma das músicas que mais mexeu comigo quando moleque. Principalmente o refrão, na parte do “brrrrlááá! etchitchêtchã” não só por ser uma coisa que até então nunca tinha ouvido em música, mas por ser representativo de liberdade, ou de um anseio por libertação. Por que as vezes é difícil mesmo se sentir livre. Mesmo que para soltar um urro numa música. Li também uma crônica (que na verdade não gostei), mas no começo dela o autor comenta que hoje em dia é mais tranquilo você “assumir que tem relações sexuais com um doberman, do que falar sobre Deus”. De certa forma me identifiquei com isso. Acho que o que acaba fazendo uma correlação é o fato de trazer para um contexto específico uma coisa ligeiramente fora. Talvez os grunhidos dos Mutantes não fosse nada de mais olhado em isolado, mas no contexto da música brasileira -e popular- daquele momento, ele fosse dissonante. Assim como falar de Deus para estudantes de Design.

Essas coisas polulam minha mente enquanto preencho o cadastro para o ISBN do meu livro. Tem aqui que escolher uma opção genérica para “Assunto” haha e para variar não sei onde encaixo esse texto, mas vá lá, fico com Filosofia, mesmo que bem vã.

Tags: , ,

*Spreading

Postado em Sem categoria em dezembro 8th, 2009 por Rafael

Esse fim de semana contou com a presença ilustre de muitos amigões como Guinxo e Antônio Belchior a.k.a Netinho, vindo lá da cidade maravilhosa para prestigiar nossa festança de formatura!

Foi bem bom.

Estou terminando minha mudança de apartamento,  de uma quadra de distância, e estou sem net por um tempo. Assim que tudo estiver mais calmo eu volto a postar mais coisas interessantes sobre o projeto. Talvez até sobre o dia da apresentação e considerações da banca.

Aproveito pra avisar que o netinho levou alguns poucos exemplares pro Rio, quem quiser, entre em contato!

Tags: , ,

*Anxiety

Postado em Sem categoria em dezembro 2nd, 2009 por Rafael

Bom, gente, é hoje, as 21h (espero que nao mude na última hora como o do pessoal ontem) na sala 1 (aquela perto da cantina).
Gostaria que todos pudessem ir, e espero MUITO que seja uma apresentação legal, que valha o tempo e a disposição de quem for ^__^.

De qualquer maneira o projeto não termina por aqui (haha putz, na verdade verdadeira eu pretendo me afastar bastante dele, afinal são uns 3 anos girando em torno disso). Mas assim, já estabeleci esse blog como um espacinho meu, para contar coisas sobre o projeto, mas também para abrir espaço para falar de outras coisas relacionadas, de uma forma mais livre e que possibilite uma vida mais longa para esse site.

O que deve me manter ativo com o projeto são algumas implementações que devo fazer por aqui, como a parte de Realidade Aumentada (quando estiver saindo bem feita) e outras coisas como disponibilizar o livro em .app, para usuários de Mac, segundo sugestão do Pedro.

Final da facul, aí vou eu.

Tags: , ,